target="_blank"
Noticias Brasil

Waack: Não há sinais de que a tragédia em Gaza vá cessar

As cenas em Gaza são horríveis. Pessoas estão morrendo numa fila para entrega de comida.

Segundo o Hamas, foram mortos por disparos feitos por soldados israelenses.

Por outro lado, o Exército Israelense afirma que as vítimas foram atropeladas pelos caminhões de comida quando a fila virou caos, admitindo ter feito disparos.

Os Estados Unidos cobraram explicações do governo israelense, o que hoje é o centro da questão.

O governo israelense se recusa a admitir interferências de quem quer que seja no que considera seu direito de agir militarmente em defesa.

Essa operação militar em Gaza, e seu devastador preço em vidas civis, destruiu boa parte do apoio internacional a Israel. Mais ainda, Israel se opõe a um plano de estabelecer um estado palestino na região, fórmula que tem hoje amplo apoio internacional, inclusive por parte de aliados incondicionais de Israel, como os Estados Unidos.

Em outras palavras, o que Israel considera seu legítimo direito de defesa é o que lhe está custando legitimidade internacional. Dois aspectos são centrais nesta situação grave e aparentemente sem solução.

O primeiro é o fato de que os Estados Unidos não conseguem levar Israel a aceitar o que também Washington considera essencial no momento, que é um cessar-fogo.

E o governo israelense, duramente criticado fora e sabendo que dificilmente sobrevive a uma eleição, quer obter de uma operação militar a solução para uma questão fundamentalmente política.

Não há sinais de que a tragédia vá parar, ou sequer melhorar.


Source link

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo