Noticias Brasil

Operação policial contra crimes cibernéticos prende 32 pessoas em São Paulo

[ad_1]

Uma operação da Polícia Civil do Pará, com apoio da Polícia Civil Paulista, prendeu em São Paulo 32 suspeitos de aplicarem diversos golpes cibernéticos contra moradores do estado da região Norte, entre outros.

Em três dias, os policiais cumpriram 103 mandados de busca e apreensão em 12 municípios no território paulista.

Batizada de Operação Guardião, a ação tem como alvo redes de criminosos responsáveis por crimes cibernéticos, como falsos leilões de veículos, golpe em plataformas de vendas, tabela pix, invasões de contas de redes sociais, invasões e “clonagens” de WhatsApp e crimes contra vulneráveis, envolvendo pornografia infantil, discursos extremistas, ciberbullying, entre outros.

O delegado-geral da Polícia Civil do Pará, Walter Resende, explica que o grupos, estabelecidos em São Paulo, praticavam os crimes contra cidadãos paraenses, e de outros estados:

“São grupos diferentes. Além do falso leilão de veículos, eles invadem contas de Instagram, e se passam pelo usuário para pedir dinheiro, outro crime comum é esse em que a pessoa vê um anúncio de veículo cujo valor está sendo ofertado com uma diferença (menor) muito grande. Nossa equipe também está cumprindo mandados contra criminosos que praticam crimes contra crianças e adolescentes”.

Entre os presos na capital paulista, estão um homem e uma mulher que atuavam no golpe do falso leilão. Eles não tiveram os nomes divulgados.

De acordo com o delegado Renzo Zorzi, do Departamento de Operações Policiais Estratégicas, os criminosos replicavam sites verdadeiros, coloca

[ad_2]

Source link

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo